William Klein, né le 19 avril 1928 à New York, est un photographe américain, peintre, et réalisateur de films. Il est parfois surnommé bad boy. Il vit et travaille à Paris.En photographie, il a réalisé des livres marquants ayant pour thème des grandes villes: New York, Rome, Moscou, Tokyo et enfin Paris, où il vit depuis 1948 et qu'il aime cosmopolite, multiculturelle et multiethnique[réf. nécessaire].

PropertyValue
dbpedia-owl:abstract
  • William Klein, né le 19 avril 1928 à New York, est un photographe américain, peintre, et réalisateur de films. Il est parfois surnommé bad boy. Il vit et travaille à Paris.En photographie, il a réalisé des livres marquants ayant pour thème des grandes villes: New York, Rome, Moscou, Tokyo et enfin Paris, où il vit depuis 1948 et qu'il aime cosmopolite, multiculturelle et multiethnique[réf. nécessaire]. Il a influencé des artistes comme Helmut Newton, Richard Avedon, Frank Horvat, David Bailey et Jeanloup Sieff. Il a aussi révolutionné le genre de la photographie de mode.
  • William Klein (19 de Abril de 1928, Nova York, EUA) é um fotógrafo, diretor de cinema e pintor norte-americano de origem húngara, que porém desenvolveu quase toda a sua carreira em Paris, onde vive. A sua alcunha é Bad Boy.A carreira artística de Klein começou em Paris em 1948 onde recebeu formação em pintura. Descobriu a sua paixão pela fotografia no princípio dos anos 1950, tendo inicialmente experimentado a fotografia como meio de expressão abstracta, para logo depois ficar fascinado com as capacidades fotográficas de reproduzir o mundo real.Em 1954 é contratado pela revista Vogue como fotógrafo de moda. A fotografia de moda de Klein caracterizava-se pela abordagem irónica e subjectiva.Na segunda metade dos anos 1950, por encomenda do realizador cinematográfico, Federico Fellini realiza um trabalho fotográfico sobre a cidade de Roma (Rome, 1958), a que se seguem, sobre a mesma temática, os trabalhos sobre Moscou e Tóquio (Moscou et Tokyo, 1961).As imagens de Klein caracterizam-se pelo apurado uso das distâncias focais das objectivas fotográficas em relação ao tema, pela iluminação pouco convencional e por motivos desfocados pelo movimento que possuem.No culminar da sua carreira dedica-se à produção e realização cinematográfica.No ano de 2003, comemorou-se setenta e cinco anos de William Klein. Não que fosse necessário um motivo especial para falar sobre um dos mais importantes fotógrafos contemporâneos, legítimo divisor de águas na história da fotografia de moda; mas porque não aproveitar a ocasião e fazer uma homenagem, digamos, mais formal? Decidi, por isso, utilizar este pequeno espaço para fazer uma série de três colunas exclusivamente dedicadas à sua obra.Klein trouxe, para a fotografia de moda, um olhar de estrangeiro: avesso ao mundo fashion, fez deste estranhamento um terreno no qual construiu uma obra marcada pelo pathos da distância. Experiência, em certo sentido, familiar - já que como um estrangeiro conheceu o mundo já em seus primeiros anos de vida. Filho de imigrantes judeus, nascido no ano em que sua família havia mergulhado na pobreza devido à quebra do comércio de roupas de seu pai, o jovem William conheceu cedo esta dupla marginalização, étnica e econômica. No entanto, espíritos privilegiados não são derrotados facilmente, e também dupla foi a vantagem que Klein soube tirar da situação: primeiro, fazendo do MoMA seu refúgio; segundo, criando em sua periférica situação uma espécie de "posto de observação".Durante toda a sua vida, Klein cultivaria estas virtudes que soube extrair dos reveses. Quando chegou à moda, também o fez como um estrangeiro: Alexander Liberman, diretor da Vogue, convidou-o para trabalhar na revista após ver uma exposição sua que nada tinha a ver com a moda; eram fotografias abstratas, parte das experiências que Klein vinha fazendo nas artes plásticas. A resposta do fotógrafo ao convite - trabalhar… "fazendo o quê?" - confirma sua declaração de que, na época, ele sequer sabia sobre o que era a Vogue - quanto mais como poderia trabalhar nela! O negócio foi fechado quando Liberman aceitou um projeto de Klein de fazer um portfólio, espécie de diário fotográfico, de Nova Iorque.Diga-se de passagem que este projeto jamais foi concretizado, embora certamente trouxesse o germe do que futuramente seria a primeira grande obra do fotógrafo: o livro Life is Good for You in New York - William Klein Trance Witness Revels - título irônico para uma obra tão violenta e contundente que foi recusada pela Vogue e por todos os editores americanos, só sendo publicada em Paris, em 1956, nas palavras do próprio William Klein, tratava-se de fazer conscientemente o oposto daquilo que Cartier-Bresson propunha, ou seja: fotografar cenas das ruas de Nova Iorque da forma mais visível e com o maior volume possível de interferências - "minha estética era a do Daily News… eu via o livro que queria como um tablóide tornando-se enfurecido, indecente, manchado, com um layout brutal… isso era o que Nova Iorque merecia e receberia".Só essa breve história já nos dá os ingredientes principais para que possamos entender a obra de William Klein: uma porção de inconformismo, muitas colheres de uma franqueza ácida, uma boa dose de sarcasmo e ironia a gosto. Consciente de seu valor, Klein nunca foi muito dado a concessões; e foi graças a isso que, em seu trabalho relacionado ao mundo fashion, desmontou estereótipos e contestou os padrões estabelecidos a tal ponto que, parafraseando uma de suas declarações sobre a já citada série de Nova Iorque, levou a fotografia de moda a um ponto zero. Mas isso já é assunto para a próxima coluna.
  • William Klein (New York, 1928) è un fotografo e regista statunitense.Klein è conosciuto per il suo approccio ironico sia per quanto riguarda i media che il suo utilizzo estensivo di tecniche fotografiche inusuali nel contesto del fotogiornalismo e della fotografia di moda. È stato messo al venticinquesimo posto fra i cento fotografi più influenti da parte della rivista Professional Photographer Magazine.Dopo aver iniziato come pittore, Klein studiò presso Fernand Léger ed iniziò ad esporre i suoi lavori. Decise comunque di spostare la sua attenzione al mondo della fotografia e divenne un quotato fotografo di moda per la rivista Vogue. Nonostante non avesse alle spalle un percorso di apprendistato nella fotografia, Klein nel 1957 vinse il Premio Nadar per New York, un libro di immagini scattate nel 1954 durante un breve soggiorno nella sua città natale. Il lavoro di Klein era considerato rivoluzionario per il suo "approccio ambivalente ed ironico al mondo della moda", per il suo "rifiuto senza compromessi delle regole prevalentemente accettate della fotografia" e per l'ampio uso del grandangolo e del teleobiettivo, della luce naturale e della tecnica del mosso. Klein è citato spesso insieme a Robert Frank fra i padri della fotografia di strada. Il mondo della moda fu il soggetto del primo film di Klein, Who Are You, Polly Maggoo?, una satira al pari delle altre sue pellicole.Klein ha diretto numerosi documentari ed ha prodotto oltre 250 spot televisivi.Benché nato negli Stati Uniti, Klein ha vissuto e lavorato in Francia fin da giovanissimo. Il suo lavoro è talvolta apertamente critico della società e della politica estera americane: il critico cinematografico Jonathan Rosenbaum scrisse che la satira Mr. Freedom realizzata da Klein nel 1968 era probabilmente il film più antiamericano mai realizzato.
  • William Klein (born April 19, 1928) is an American-born French photographer and filmmaker noted for his ironic approach to both media and his extensive use of unusual photographic techniques in the context of photojournalism and fashion photography. He was ranked 25th on Professional Photographer's list of 100 most influential photographers.Trained as a painter, Klein studied under Fernand Léger and found early success with exhibitions of his work. However, he soon moved on to photography and achieved widespread fame as a fashion photographer for Vogue and for his photo essays on various cities. Despite having no training as a photographer, Klein won the Prix Nadar in 1957 for New York, a book of photographs taken during a brief return to his hometown in 1954. Klein's work was considered revolutionary for its "ambivalent and ironic approach to the world of fashion", its "uncompromising rejection of the then prevailing rules of photography" and for his extensive use of wide-angle and telephoto lenses, natural lighting and motion blur. Klein tends to be cited in photography books along with Robert Frank as among the fathers of street photography, one of those mixed compliments that classifies a man who is hard to classify. The world of fashion would become the subject for Klein's first feature film, Who Are You, Polly Maggoo?, which, like his other two fiction features, Mr. Freedom and The Model Couple, is a satire.Klein has directed numerous short and feature-length documentaries and has produced over 250 television commercials.Though American by birth, Klein has lived and worked in France since his late teens. His work has sometimes been openly critical of American society and foreign policy; the film critic Jonathan Rosenbaum once wrote that Klein's 1968 satire Mr. Freedom was "conceivably the most anti-American movie ever made." On French TV show Des mots de minuit, William Klein defended the openly far-right and antisemitic comedian and political activist Dieudonné.
  • William Klein (* 19. dubna 1928, New York) je americký fotograf, režisér a scenárista žijící a tvořící v Paříži.
  • William Klein (* 19. April 1928 in New York) ist ein US-amerikanischer Maler, Filmregisseur und Fotograf. Er lebt und arbeitet in Paris.Als Fotograf hat er eine Reihe von Büchern über große Städte veröffentlicht: New York, Rom, Moskau, Tokio und schließlich Paris, wo er seit 1948 lebt und das er wegen seines kosmopolitischen, multiethnischen Charakters liebt. Er hat Künstler wie Helmut Newton, Frank Horvat, David Bailey und Jeanloup Sieff beeinflusst.
  • William Klein (n. 19 de abril de 1928) es un fotógrafo y director de cine estadounidense. Aunque nació en Nueva York y fue educado en el City College de esa ciudad, la actividad de Klein se desarrolla principalmente en Francia. Ha dirigido un gran número de largometrajes, incluyendo el filme de 1966 Qui êtes-vous, Polly Maggoo ? y la sátira antiestadounidense Mr. Freedom. La fotografía de Klein ganó el Premio Nadar en 1956. Seis años antes se casó con Jeanne Florian.
  • ウィリアム・クライン(William Klein, 1928年4月19日 - )はアメリカ合衆国の写真家・映画監督。主にフランスで活動している。ニューヨーク出身。ニューヨーク市立大学で学び、アメリカ陸軍に入隊しドイツとフランスに駐在。除隊後、パリのソルボンヌ大学で学び、更に絵画を学ぶようになる。
  • William Klein (New York, AEB, 1928 -) estatubatuar argazkilaria da.
dbpedia-owl:thumbnail
dbpedia-owl:wikiPageExternalLink
dbpedia-owl:wikiPageID
  • 128319 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageLength
  • 11831 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageOutDegree
  • 122 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageRevisionID
  • 111084284 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageWikiLink
prop-fr:wikiPageUsesTemplate
dcterms:subject
rdf:type
rdfs:comment
  • William Klein, né le 19 avril 1928 à New York, est un photographe américain, peintre, et réalisateur de films. Il est parfois surnommé bad boy. Il vit et travaille à Paris.En photographie, il a réalisé des livres marquants ayant pour thème des grandes villes: New York, Rome, Moscou, Tokyo et enfin Paris, où il vit depuis 1948 et qu'il aime cosmopolite, multiculturelle et multiethnique[réf. nécessaire].
  • William Klein (* 19. dubna 1928, New York) je americký fotograf, režisér a scenárista žijící a tvořící v Paříži.
  • William Klein (* 19. April 1928 in New York) ist ein US-amerikanischer Maler, Filmregisseur und Fotograf. Er lebt und arbeitet in Paris.Als Fotograf hat er eine Reihe von Büchern über große Städte veröffentlicht: New York, Rom, Moskau, Tokio und schließlich Paris, wo er seit 1948 lebt und das er wegen seines kosmopolitischen, multiethnischen Charakters liebt. Er hat Künstler wie Helmut Newton, Frank Horvat, David Bailey und Jeanloup Sieff beeinflusst.
  • William Klein (n. 19 de abril de 1928) es un fotógrafo y director de cine estadounidense. Aunque nació en Nueva York y fue educado en el City College de esa ciudad, la actividad de Klein se desarrolla principalmente en Francia. Ha dirigido un gran número de largometrajes, incluyendo el filme de 1966 Qui êtes-vous, Polly Maggoo ? y la sátira antiestadounidense Mr. Freedom. La fotografía de Klein ganó el Premio Nadar en 1956. Seis años antes se casó con Jeanne Florian.
  • ウィリアム・クライン(William Klein, 1928年4月19日 - )はアメリカ合衆国の写真家・映画監督。主にフランスで活動している。ニューヨーク出身。ニューヨーク市立大学で学び、アメリカ陸軍に入隊しドイツとフランスに駐在。除隊後、パリのソルボンヌ大学で学び、更に絵画を学ぶようになる。
  • William Klein (New York, AEB, 1928 -) estatubatuar argazkilaria da.
  • William Klein (19 de Abril de 1928, Nova York, EUA) é um fotógrafo, diretor de cinema e pintor norte-americano de origem húngara, que porém desenvolveu quase toda a sua carreira em Paris, onde vive. A sua alcunha é Bad Boy.A carreira artística de Klein começou em Paris em 1948 onde recebeu formação em pintura.
  • William Klein (New York, 1928) è un fotografo e regista statunitense.Klein è conosciuto per il suo approccio ironico sia per quanto riguarda i media che il suo utilizzo estensivo di tecniche fotografiche inusuali nel contesto del fotogiornalismo e della fotografia di moda.
  • William Klein (born April 19, 1928) is an American-born French photographer and filmmaker noted for his ironic approach to both media and his extensive use of unusual photographic techniques in the context of photojournalism and fashion photography. He was ranked 25th on Professional Photographer's list of 100 most influential photographers.Trained as a painter, Klein studied under Fernand Léger and found early success with exhibitions of his work.
rdfs:label
  • William Klein
  • William Klein
  • William Klein
  • William Klein
  • William Klein
  • William Klein
  • William Klein
  • William Klein (photographer)
  • ウィリアム・クライン
owl:sameAs
http://www.w3.org/ns/prov#wasDerivedFrom
foaf:depiction
foaf:isPrimaryTopicOf
is dbpedia-owl:director of
is dbpedia-owl:influencedBy of
is dbpedia-owl:wikiPageDisambiguates of
is dbpedia-owl:wikiPageWikiLink of
is dbpedia-owl:writer of
is prop-fr:influencéPar of
is prop-fr:réalisation of
is skos:subject of
is foaf:primaryTopic of