Le problème du racisme entache depuis plusieurs année le monde du football. Le racisme dans les stades de football se manifeste de différentes manières : agressions, chants, cris, insultes, pancartes diffamatoires et les traditionnels cris de singe et lancers de banane qui visent les joueurs noirs ou métis.

PropertyValue
dbpedia-owl:abstract
  • Le problème du racisme entache depuis plusieurs année le monde du football. Le racisme dans les stades de football se manifeste de différentes manières : agressions, chants, cris, insultes, pancartes diffamatoires et les traditionnels cris de singe et lancers de banane qui visent les joueurs noirs ou métis. Les joueurs ne sont pas seulement ciblés en raison de leur couleur de peau, mais aussi du fait de leur religion, et de leur nationalité.En mai 2013, la FIFA a annoncé de nouvelles mesures pour lutter contre le racisme dans ce sport.Les sanctions infligées aux clubs et aux équipes représentatives doivent en principe être prononcées selon une approche à deux niveaux :Pour une première infraction ou une infraction mineure, les sanctions que sont l’avertissement, l’amende et/ou le huis clos doivent être prononcées.Pour une récidive ou une infraction grave, les sanctions que sont la déduction de points, l’exclusion d’une compétition ou la relégation devraient être prononcées.Le volet sanctions de la résolution conclut que toute personne (joueur, officiel, arbitre, etc.) commettant pareille infraction doit se voir infliger une suspension d'au moins cinq matches assortie d'une interdiction de stade.
  • Entende-se por racismo no futebol qualquer prática racista (normalmente xingamentos ou algum tipo de sinal) praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida. Isso tende a acontecer com certa facilidade mesmo havendo a pressão da mídia e da sociedade contra esses casos porque o futebol é um esporte que facilmente une pessoas de todas as "raças", considerando-se principalmente afrodescendentes e eurodescendentes. Apesar de estar voltado para uma situação em particular (o jogo de futebol), é considerado como racismo normal e punido da mesma forma que qualquer outra manifestação racista contra a pessoaO livro O Negro no Futebol Brasileiro, de Mário Rodrigues Filho (1947), é sem dúvida, em língua portuguesa, o texto fulcral para se iniciar a discussão sobre relações étnico-raciais no futebol brasileiro. Nesta obra prima, Mário Filho brinda-nos com os capítulos: Raízes do saudosismo; O campo e a pelada; A revolta do preto; A ascensão social do negro; A provação do preto e A vez do preto. Mário Filho utiliza tanto o termo "negro" quanto "preto". Atualmente, o termo "preto" poderia ser interpretado como de cunho racista. Entretanto, à época, não existia este tipo de discussão.Anatol Rosenfeld publica em 1954, 1955 e 1956, no anuário Staden Jahrbuch, do Instituto Hans Staden, três trabalhos sobre as questões étnico-raciais no Brasil. Escritos na língua alemã, estes três estudos foram reunidos no livro Negro, Macumba e Futebol, lançado no Brasil em 1993 pela editora Perspectiva.Outro livro em língua portuguesa que trata da temática do racismo no futebol é O Desporto e as Estruturas Sociais de Esteves (1967). Este escritor português desenvolve, no capítulo "O Negro e o Desporto", reflexões que posteriormente seriam ampliadas em outro livro: Racismo e Desporto (1978), no qual destaca os aspectos do racismo desportivo no Brasil.A questão do racismo no futebol é retomada no Brasil em 1998 por meio de um artigo contundente: "A linguagem racista no futebol brasileiro" (SILVA, 1998). Neste trabalho, o autor interpreta notícias veiculadas em jornais após as derrotas da seleção brasileira em Copas do Mundo. Discute o papel da mídia na reprodução e construção do racismo no futebol brasileiro e conclui que nas derrotas o sentido construído socialmente para determinadas metáforas desclassifica o jogador, sobretudo, como ser humano e não apenas como atleta. Esse sentido desclassificatório dirige-se com mais ênfase a determinados grupos de jogadores, que em geral são negros ou mestiços.Em 1999, Soares publica um artigo na Revista Estudos Históricos que contesta as descrições elaboradas por Mário Filho em O Negro no Futebol Brasileiro, dizendo que as narrativas da obra funcionam como história mítica que vai sendo atualizada, principalmente, em função das demandas às denúncias racistas. Esta tese recebe críticas contundentes de Murad (1999) e um pouco mais brandas de Helal e Gordan Jr. (1999).A primeira tese de doutorado que vai tocar diretamente na questão do racismo no futebol brasileiro é o trabalho de Silva (2002), intitulado “Futebol, Linguagem e Mídia: Entrada, Ascensão e Consolidação dos Jogadores Negros e Mestiços no Futebol Brasileiro”. Além de ratificar as conclusões demonstradas no artigo “A linguagem racista no futebol brasileiro”, Silva apresenta um tópico inédito até então. Em sua conclusão, introduz uma discussão sobre as estruturas de dominação que dificultam a ascensão dos treinadores negros no Brasil. Nas entrevistas que realizou com jornalistas, ficou evidenciado que os negros têm muitas dificuldades para ingressar no mercado de trabalho de treinadores de futebol.Em 2010, Tonini defendeu a dissertação de mestrado “Além dos gramados: história oral de vida de negros no futebol brasileiro (1970-2010)”. Neste trabalho, o autor focaliza o mercado de trabalho dos treinadores negros. A partir da análise e interpretação de 20 entrevistas, realizadas com ex-jogadores, árbitros e outras pessoas do cotidiano do futebol, conclui que existe uma herança do ideário escravocrata, cuja idéia é a de que o negro não serve para pensar e, por esta razão, seria incapaz de comandar.
  • Futbolda ırkçılık evrensel anlamda kaygı verici bir oluşumdur. Futbolcular, ırkçılıkla sadece ten renklerinden dolayı yüz yüze kalmamışlardır. Oyuncular, hakemler ve taraftarlar; ülkelerinden, toplumsal yapılarından veya dinlerinden dolayı küfürler işitirek mağdur duruma düşmüşlerdir. Kimi oyuncular görünüşünden veya ırkından daha çok herhangi karşı bir takımla olan ilişkilerinden dolayı ırkçılıkla karşı karşıya gelebilmektedir. Bununla birlikte kimi oyuncular kendi taraftarlarının ırkçı yaklaşımlarıyla karşı karşıya gelmişlerdir.
  • Racism in association football is the abuse of players, officials and fans because of their skin colour, nationality or ethnicity. Some may be targeted (also) because of their association with an opposing team. However, there have been instances of individuals being targeted by their own fans.In May 2013, FIFA announced new measures to deal with racism in the sport.Black player Lilian Thuram has said white players need to show solidarity with players who receive racist abuse.
  • Rassismus im Fußball ist ein andauerndes Problem. Er äußert sich zum Beispiel durch Gesänge und Bananenwürfe seitens der Fans, aber auch durch Sprüche der Spieler auf dem Platz.
dbpedia-owl:wikiPageID
  • 7932903 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageLength
  • 36322 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageOutDegree
  • 196 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageRevisionID
  • 110363199 (xsd:integer)
dbpedia-owl:wikiPageWikiLink
prop-fr:wikiPageUsesTemplate
dcterms:subject
rdfs:comment
  • Le problème du racisme entache depuis plusieurs année le monde du football. Le racisme dans les stades de football se manifeste de différentes manières : agressions, chants, cris, insultes, pancartes diffamatoires et les traditionnels cris de singe et lancers de banane qui visent les joueurs noirs ou métis.
  • Racism in association football is the abuse of players, officials and fans because of their skin colour, nationality or ethnicity. Some may be targeted (also) because of their association with an opposing team. However, there have been instances of individuals being targeted by their own fans.In May 2013, FIFA announced new measures to deal with racism in the sport.Black player Lilian Thuram has said white players need to show solidarity with players who receive racist abuse.
  • Rassismus im Fußball ist ein andauerndes Problem. Er äußert sich zum Beispiel durch Gesänge und Bananenwürfe seitens der Fans, aber auch durch Sprüche der Spieler auf dem Platz.
  • Entende-se por racismo no futebol qualquer prática racista (normalmente xingamentos ou algum tipo de sinal) praticada em campo durante alguma partida de futebol ou ainda nas arquibancadas, direcionada a algum dos participantes diretos da partida.
  • Futbolda ırkçılık evrensel anlamda kaygı verici bir oluşumdur. Futbolcular, ırkçılıkla sadece ten renklerinden dolayı yüz yüze kalmamışlardır. Oyuncular, hakemler ve taraftarlar; ülkelerinden, toplumsal yapılarından veya dinlerinden dolayı küfürler işitirek mağdur duruma düşmüşlerdir. Kimi oyuncular görünüşünden veya ırkından daha çok herhangi karşı bir takımla olan ilişkilerinden dolayı ırkçılıkla karşı karşıya gelebilmektedir.
rdfs:label
  • Racisme dans le football
  • Futbolda ırkçılık
  • Racism in association football
  • Racismo no futebol
  • Rassismus im Fußball
owl:sameAs
http://www.w3.org/ns/prov#wasDerivedFrom
foaf:isPrimaryTopicOf
is dbpedia-owl:wikiPageWikiLink of
is foaf:primaryTopic of